sábado, 15 de agosto de 2009

"CREDE NOS SEUS PROFETAS, E PROSPERAREIS"

“[...] crede nos seus profetas, e prosperareis” (2 Cr. 20:20)
Este versículo, infelizmente, é o versículo chave, o texto áureo, na boca dos propaladores da Teologia da Prosperidade. Veja, por exemplo, aqui, aqui e aqui.
Inventa-se uma campanha e lá está o versículo como base teológica.
O que me preocupa é que ele é tomado somente para campanhas financeiras, ou seja, faltou dinheiro, ou o caixa está em baixa, o versículo é o princípio, é a chave do lucro. Precisa-se dinheiro, lá está o versículo; não está dando para pagar os compromissos (supostamente da obra do Senhor) inventa-se o tipo de campanha que quer – pode ser em reais ou dólar, pode-se usar a numerologia – e lá está o versículo. E assim vai.
Interessante também é que a oferta é para abençoar quem dá. Veja a generosidade: ela não vai abençoar o ‘profeta’; mas é o ‘profeta’ que, obedecendo a Deus, está abrindo uma porta para abençoar eu, você.
É o versículo preferido para fazer o povo dar ‘generosamente’; lamentavelmente, infelizmente, vergonhosamente, tem se tornado o versículo da barganha. Nele temos a palavra prosperareis, e veio na medida, pois tem caido como luva em mão de noiva, para apoiar a Teologia da Prosperidade, e enriquecer os proponentes dela. E infelizmente o povo é enganado, ludibriado, negociado, e continua no erro de dar ouvidos a estes profetas. Pois se os falsos profetas prosperam, é porque o povo ouve e pratica suas mentiras (Ez. 13:19); dá ouvido às suas falácias; alimenta suas insaciáveis contas bancárias; não confere as coisas com a Palavra da Verdade; eles pedem um jatinho para ‘evangelizar’, fazem uma declaração profética e lá está o povo, dando o suor, indo às lágrimas para alimentar suas luxúrias, e corroborar a Teologia da Prosperidade (2 Pe. 2:14).
Analisando a passagem que envolve 2 Crônicas 20:20 não encontrei, em nenhum momento, que o povo teve grandes vitórias financeiras; tornou-se rico de um momento para o outro; sendo assim, não encontro qualquer apoio, que o versículo em questão, venha dar para a Teologia da Prosperidade, ou para qualquer campanha financeira, material, econômica. O versículo em questão tem que ser lido no seu contexto. Desde o capítulo 19. Pois lendo somente ele, poderemos fazer o que bem quisermos, mas lendo o contexto imediato, veremos que o que os profetas falaram, foi a verdadeira orientação do Senhor para uma batalha específica.
Vejamos:
1. Jeosafá era rei de Judá nesta época, e conseguiu deixar Jerusalém em paz (2 Cr. 19:1);
2. Fez com que o povo se voltasse para o Senhor (2 Cr. 17:9; 19:4);
3. Estabeleceu juízes com as seguintes características espirituais e morais: deviam andar no temor do Senhor, ser fieis, e ser íntegros de coração (2 Cr. 19:9) – no entanto, não vemos nenhuma exigência de que deveriam ter fortunas como prova de que eram verdadeiros profetas de Deus;
4. Estes juízes deviam julgar com justiça, com equidade (2 Cr. 19:10);
5. Deviam esforçar-se, e o Senhor abençoaria os bons (2 Cr. 19:11).
Até aqui não vi nenhuma referência à prosperidade financeira.
Seguimos em frente.
6. Num momento, os filhos de Moabe e Amom, resolveram vir à peleja contra Jeosafá. Vieram apressadamente, e em multidão, o que sabendo Jeosafá, temeu (2 cr. 20:1-2);
7. Jeosafá, sabiamente, foi humilhar-se aos pés do Senhor, e juntamente com ele, todo o povo (2 Cr. 20:1-5,13). Humilhando-se reconheceram: a soberania de Deus (2 Cr. 20:6); lembraram da promessa de Deus feita a Abraão (2 Cr. 20:7,8); lembraram que a casa do Senhor é um lugar em que se deve clamar, humilhado aos pés do Senhor (2 Cr. 20:9); reconheceram, diante do Senhor, que não tinham força e nem sabedoria para enfrentar o exército inimigo, mas estavam confiantes no Senhor (2 Cr. 20:12);
8. A resposta do Senhor: não temer, pois era ao Senhor que lutaria (2 Cr. 20:15,17);
9. Diante da resposta eles adoraram, rejubilaram diante do Senhor (2 Cr. 20:18,19);
10. Quando saíram à peleja, foram orientados por Jeosafá, a ouvirem as orientações dos profetas com relação à peleja. Jeosafá diz: “Crede no Senhor vosso Deus, e estareis seguros” e depois ele diz “crede nos seus profetas, e prosperareis” (2 Cr. 20:20). A confiança deveria estar primeiramente em Deus; e deveriam crer nos profetas, porque eles falariam ao povo a devida orientação do Senhor, para a referida peleja. Mas o quê que os profetas falaram que eles deveriam crer?
11. Os profetas falaram para eles louvarem ao Senhor diante do esplendor de Sua santidade, dizendo: “Rendei graças ao Senhor, pois o seu amor dura para sempre” (2 Cr. 20:21). Diante disto, o Senhor respondeu com vitória, colocando embaraços diante do exército inimigo (2 Cr. 20:22-24); a vitória foi tão grande e estrondosa que o lugar ficou conhecido como Vale de Beraca, ou seja, o Vale da Bênção.
É bem diferente do que estamos ouvindo dos profetas da prosperidade dos dias de hoje. Pois se evidencia o eu, e não o Senhor; a bênção está antes do Senhor. A ênfase financeira está tão impregnada em nossos púlpitos que ouvi um pastor dizer: “a única coisa que repreende o devorador, para crente e não crente, é o dízimo”. Recentemente ouvi um destes profetas da prosperidade. Dizia ele: “será que Deus já fez promessa à você, e esta promessa não foi ainda cumprida? [...] se você responde com honestidade: Sim! Deus tem feito promessas para mim, mas elas nunca foram cumpridas. [...] Ouça a voz de Deus agora: Se você for ao telefone, e fizer este compromisso, para semear [...] e você disser: Deus eu quero dar um passo na minha unção financeira dos últimos dias. [...] Eu te prometo, antes de chegar o dia primeiro de janeiro [...] este é o momento de Ele cumprir toda a profecia, toda a promessa, que Ele já fez sobre a tua vida”. Será que precisamos de uma nova unção (já que eu não achei unção financeira em toda a minha Bíblia) para Deus cumprir as suas promessas sobre a minha ou a tua vida? Deus precisa de uma ajudinha? Deus precisa de novas teologias, de um novo profeta, de novas unções? Categoricamente digo NÃO. Deus é soberano e faz as coisas como Ele quer.
Estes profetas se contradizem; em algumas pregações tenho visto muitos tele-evangelistas e tele-pregadores, pregarem, biblicamente, contra a Teologia da Prosperidade, porém hoje, vejo que muitos deles já trocaram de lado, ou seja, estão apoiando o que antes, biblicamente, condenavam. A medida que vejo estes acontecimentos, olho para o que Jesus falou: “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vem até vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores [...] pelos seus frutos os conhecereis” (Mt. 7:15,16). Às vezes o fruto leva tempo para aparecer, mas a verdade é, que um dia ele aparece.
Jeosafá e todo Judá prosperaram, mas confiados, primeiramente no Senhor (veja 2 Cr. 17:1-19). Os profetas não inventaram campanha, não mudaram os planos do Senhor, não inovaram, mas unicamente, obedeceram ao Senhor, e orientaram o povo à obediência ao Senhor. Daí a vitória foi certa e esmagadora.
Após a vitória, os louvores continuaram, pois a alegria, no Senhor, era muitíssima (2 Cr. 20:25-30).
Tomamos cuidado com estes que usam um versículo aqui, outro ali, para apoiar suas campanhas, seus projetos de enriquecimento. São pastores que tiram, sem misericórdia, a lã das ovelhas; apascentam-se a si mesmos, e não apascentam as ovelhas (Ez. 34:3).
O indouto Pedro, porém servo e Apóstolo de Jesus Cristo nos advertiu: “Mas houve também falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres [...] por ganância farão de vós negócio, com palavras fingidas” (2 Pe. 2:1,3). A palavra ganância quer dizer apetite insaciável, e a palavra negócio tem o sentido de viajar como mercador, viajar a negócios, merciar, explorar, lucrar.
É tempo de examinar, vigiar e orar!

Em Cristo
Adriano Wink Fernandes

14 comentários:

Newton Carpintero, pr. disse...

Prezamado Adriano Wink Fernandes,

A Paz do Senhor!

Fiquei muito feliz com o seu comentário e asua determinação.

NÃO HÁ MAIS TEMPO! E, necessitamos de mais irmãos, estes, coerentes com a Palavra de Deus, e destemidos. Afinal, a lista dos que não entrarão na Eternidade com Deus, consta primeiro do tímido.

Vá em frente!

O Senhor seja contigo!

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com
Contra a Falácia da Prosperidade!

claudio pimenta disse...

No antigo testamente a palavra dizia que se alguem fosse pego profetizando falsamente deveria morrer a pedradas


bala nesses caras


www.exejegues.blogspot.com

Adriano Wink Fernandes disse...

Pr, Newton
Obrigado pelas palavras de ânimo.
Sou apreciador dos seus artigos. Precisamos estar sempre alertas, pois os dias são maus.

Que Deus o abençõe ricamente!

Em, Cristo
AWF

Adriano Wink Fernandes disse...

Amado claudio,

Estejamos atentos!

Deus te abençõe!

AWF

ARTUR FILHO disse...

A graça e a paz da parte de Deus nosso Pai e da do Senhor Jesus Cristo meu amado irmão, que o senhor continue a te usar para expor a verdadeira palavra de Deus. Também tenho lutado contra essas doutrinas que vão contra a palvra de Deus, mas existem ainda muitas outras que temos que combater. Alertando a cada cristão autêntico sobre cada uma dessas heresias, levando-os a buscar entendimento nas Santas Escrituras. Cristão que não lê a Bíblia alvo fácil para toda sorte de heresias. Grande abraço, faça uma visita ao Projeto de volta a mensagem da cruz. Que Deus abençõe a todos, voltemos a mensagem da cruz!!!!!!

amado disse...

concordo plenamente,não sou pastor,mais quem somos nos pra julgar,
a vida daqules q intercede por nos,qualquer coisa Deus vai cobra deles,

Cachorrão disse...

Claudio Pimenta , kdê o amor de Deus varão . Agente não vive mais no antigo testamento . A biblia diz que é necessário o trigo crescer com o joio . Então deixa eles ! No grande dia o Senhor irá cobrar deles.

Andersom disse...

Obrigado!
Devemos pregar a verdade, para que esses pregadores da prosperidades comecem a ter as portas fechadas!

Hoje infelizmente muitos se vendem. vendem seu ministerio. Vendem a integridade, vendem o carater.
Fazem por dinheiro a obra de Deus, mas se esquecem que Deus sustenta os servos.

Sabemos que o obreiro e digno do seu salario.
Mas e Deus quem determina.

Anônimo disse...

Muito me admira a inocencia e ingenuidade de pastores e membros de igrejas evangelicas tão antigas ao crerem na mídia e especialmente na rede globo e suas publicações mentirosas, discriminatórias e com interesses politicos e economicos.
Desperta igreja do Sr. Jesus Não deem ouvidos aos filhos de belial que querem colocar divisão, confusão e desvios no nosso meio, a unica intenção do diabo atraves destes incredulos é confundir e enfraquecer o evengelho e o povo de Deus. Sejamos mais racionais e inteligentes e não nos deixemos levar pela mídia movida por interesses individuais e por quem paga mais...

Pires disse...

QUAL EXPLICAÇAO TERIAMOS PARA MALAQUIAS CAP. 3. VERS. 8 AO 12 ?

Adriano Wink Fernandes disse...

Paz amado Pires!
Devemos ser generosos, agradecidos, liberais com relação a Deus. Um dos meios de agradecer é pelas finanças. O que não é cabível é barganharmos com Deus. E isto é ensinado, incentivado e feito usando-se textos isolados da Bíblia.

Em Cristo
Adriano

DEBORA disse...

Graça e paz irmão,
Gostei muito da sua reflexão.
Os que não estiverem sendo destruídos pela falta de conhecimento da palavra de Deus, conforme nos alerta Oseias, certamente partilham desse entendimento.

Forte Abraco!
Sua irmã em Cristo.
Débora Santos

"Ouvi a palavra do SENHOR, vós filhos de Israel, porque o SENHOR tem uma contenda com os habitantes da terra; porque na terra não há verdade, nem benignidade, nem conhecimento de Deus.
Só permanecem o perjurar, o mentir, o matar, o furtar e o adulterar; fazem violência, um ato sanguinário segue imediatamente a outro.
Por isso a terra se lamentará, e qualquer que morar nela desfalecerá, com os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar serão tirados.
Todavia ninguém contenda, ninguém repreenda, porque o teu povo é como os que contendem com o sacerdote.
Por isso tropeçarás de dia, e o profeta contigo tropeçará de noite; e destruirei a tua mãe.
O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos". (Oséias 4:1-7)

DEBORA disse...

Olá,
Gostei muito da sua reflexão.
Aqueles que não estiverem sendo destruídos pela falta de conhecimento da palavra de Deus, conforme nos alerta Oseias, certamente partilha desse acertado entendimento.

Abraço!
Débora Santos


"Ouvi a palavra do SENHOR, vós filhos de Israel, porque o SENHOR tem uma contenda com os habitantes da terra; porque na terra não há verdade, nem benignidade, nem conhecimento de Deus.
Só permanecem o perjurar, o mentir, o matar, o furtar e o adulterar; fazem violência, um ato sanguinário segue imediatamente a outro.
Por isso a terra se lamentará, e qualquer que morar nela desfalecerá, com os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar serão tirados.
Todavia ninguém contenda, ninguém repreenda, porque o teu povo é como os que contendem com o sacerdote.
Por isso tropeçarás de dia, e o profeta contigo tropeçará de noite; e destruirei a tua mãe.
O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.


Oséias 4:1-7

Drogaria Metropolitana disse...

crede nos seus profetas, e prosperareis” (2 Cr. 20:20)
-depende de como ela está sendo usada,pois desde que me converti me baseei nesta palavra e prosperei crendo nas palavras ministradas por ele e é claro(sendo fiel nos dizimos e nas ofertas)